06
Out 09

Encontrava-me no escritório de Eric, este tinha-me chamado para resolver um “grave problema”, como ele mesmo disse, no entanto estava convicta de que podia ele mesmo tê-lo solucionado. Nessa noite, Bill não tinha podido ir comigo, tinha assuntos a tratar como investigador na Área 5.

Depois de um telefona estranho, Eric ficou com o semblante indecifrável e pressenti que algo de anormal se passava.

- Sookie precisamos ir a Bon Temps, eu levo-te. Não me perguntes o que é, não to vou dizer. – disse passando com os nós dos dedos no meu rosto pálido – Eu estou contigo.

Partimos assim no seu carro, acompanhados por um silêncio profundo. Por vezes Eric acariaciava-me as mãos, ou passava os seus dedos pelo meu cabelo ou face, como para me acalmar, mas aquilo tinha o efeito contrário, preocupando-me. Estavam a passar pela minha cabeça imagens do Bill agarrado a outras mulheres, ou a dizer que tinha pensado melhor e que tinha de morrer ou então Jason ou Sam no hospital.

Estava a desesperar e enquanto pensava em tudo isto, chegámos á cidade virámos para a casa do meu irmão. Sai do carro a correr, deixando Eric ainda a sair do carro, e o que vi deixo-me furiosa mas aliviada, preocupada mas divertida. Jason estava na rua em cuecas, aos gritos para que uma Liz, desvairada, e em roupa interior o solta-se de onde se encontrava atado e o deixa-se regressar a casa.

Os dois, minutos antes deveriam estar no bem bom, mas agora…Blac, estava a ser demasiado explícita nos meus pensamentos.

- Sookie, ainda bem que chegaste. Esta louca não me deixa entrar em casa, na MINHA casa. Diz-lhe que tem de se ir embora. Ah, e que não pode amarrar as pessoas, bem amarrar as pessoas tempo demais – disse-me Jason indignado.

- Jason – disse eu – Pensei que já tinhas começado a crescer.

Estava a começar a desatar as cordas, quando ouvi gargalhadas bastante sonoras. Eric… Tinha-me esquecido dele. - Pára de te rir, eu a pensar que era algo grave, assustaste-me - gritei-lhe furiosa – Como ficaste a saber?

- Um dos meus funcionários foi avisado de que algo estranho andava a rondar a cidade, e que se deslocava para aqui. Isto foi apenas um bónus que ele encontrou pelo caminho – respondeu ele a rir-se descaradamente.

- Jason que aconteceu ali dentro – pergunto eu meio a rir também– e aqui fora?

- Não sei bem. A Liz está doida, fora de si.

- Isto pode estar relacionado com o ser que vagueia por estes lados? – perguntei a Eric.

- Depois do que aconteceu há umas semanas, com a nossa amiga Callisto, não sei o que pode ocorrer. Mas o que estiver aí a passear, de certeza que nos pode trazer problemas.

 

publicado por sangue-fresco às 09:46

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO